A importância do olfato e como estimulá-lo

Alguns cães que apresentam problema de comportamento possuem características peculiares de se expressar: contato visual intenso, orelhas em pé e atentas, mas pouco interesse em farejar.

Frequentemente sou abordado com este tema e hoje explicarei a ordem dos estímulos sensoriais dos cães, comparados aos nossos.

Já ouviu aquele ditado: “o pior cego é aquele que não quer ver”? Se os cães falassem, acredito que eles diriam uns ao outros: “o pior cego é aquele que não quer cheirar”.

Os cães são seres instintivos motivados por seus sentidos, e percebem o mundo essencialmente pelo nariz. Nós humanos seguimos os estímulos sensoriais desta maneira:
1) Visão
2) Toque
3) Som
4) Cheiro

Portanto a partir do que vemos, reagimos.

Os cães seguem uma ordem totalmente diferente: 
1) Cheiro
2) Visão
3) Som
4) Toque
Quando o cachorro cheira, está basicamente experimentando. E desta forma ele reage à sua experiência. Aqueles que já tiveram a oportunidade de observar uma ninhada recém-nascida, perceberam que os filhotes, mesmo sem abrir os olhos, encontram a mãe e se alimentam. Isso só é possível porque o olfato é o primeiro sentido a se desenvolver nos caninos – e o mais importante.

Cães de focinho comprido, como o Pastor Alemão, possuem até 220 milhões de receptores olfativos, enquanto um humano tem apenas 5 milhões. Se nós sabemos como apreciar bons aromas com esta quantidade de receptores, imagine a experiência que é para o seu peludo ter o nariz em pleno funcionamento!

Infelizmente, com o hábito de humanizar os cães, acabamos por violar suas regras mais básicas, e com isso desestimulamos o olfato deles. Toda a vez que tocamos ou falamos com um cão antes que ele nos cheire, bloqueamos gradativamente sua capacidade natural de investigar. Isso é falta grave na regra de etiqueta canina.

Um cachorro que utiliza plenamente o nariz para experimentar o mundo, expande a mente e isso é um fator determinante para um estado de equilíbrio do cão, pois provoca experiências que estimulam as células cerebrais criando maiores interconexões entre elas.

Preservar a habilidade natural de farejar de seu melhor amigo, não é apenas saudável para ele como também é muito divertido.

 

Como estimular o olfato do cão
1) Seja paciente, lembre-se sua energia é o que determina o sucesso de qualquer atividade com seu cão. Algumas raças tem uma dificuldade natural de farejar, por exemplo, cães de focinho curto como os buldogues e pugs. Esses precisam ser ainda mais estimulados, pois eles costumam usar mais os olhos e os ouvidos e acabam não exercitando o olfato.
2) Comece com petiscos: brinque de esconder, primeiro na sua mão. Quando o peludo passar o primeiro nível, dificulte a brincadeira escondendo o petisco em copos descartáveis, e por último esconda debaixo de um tecido ou almofada.

3) Faça um brinquedo com garrafa pet. Coloque petiscos dentro da garrafa e faça pequenos furos. Isso vai estimular o cérebro do seu cão para encontrar uma solução de chegar até a recompensa.

4) Transforme o faro em uma forma de recompensa. Na caminhada diária com seu amigo, faça uma pausa a cada 10 minutos e permita que ele cheire e explore o território. Cinco minutos farejando são suficientes.

5) Prepare o seu cão quando for receber uma visita. Antes de permitir a entrada do seu convidado, certifique-se que seu amigo cão está sentado distante da porta. Receba seu convidado e mantenha seu cachorro em estado equilibrado, sentado, ao longe, ele pode cheirar e investigar a visita da matilha.

Aproveitem o melhor do relacionamento com seus cães… Divirtam-se!
Fonte: Tudo Sobre Cachorros | A importância do olfato e como estimulá-lo | http://tudosobrecachorros.com.br/2014/07/importancia-olfato-e-como-estimula-lo.html#ixzz3tZWDTqzO

Venha nos conhecer
Rua Paulo Proença, 50 - Vila Assunção
Santo André - SP, 09030-535
Horário de funcionamento - Segunda à Sexta-feira: 7:00 h às 20:00 h
Sábados e Domingo: 8:00 h às 12:00 h
*Favor consultar as páginas específicas para horários de entrada e saída de cães na creche e hotel.
(11) 4437-4360

Entre em contato conosco